O Sul do Brasil é o lugar onde apresentam as menores temperaturas do país tropical. O sul se estende em uma superfície de 576.409,6 km², sendo a menor das cinco regiões brasileiras. Possui uma população, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 27.384.815 habitantes. Esses compreendidos em três estados: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Os estados são cobertos pela vegetação do tipo mata das araucárias, presente nos locais mais elevados, nos planaltos. A mata atlântica é outro modelo de vegetação sulista. Ela vem descendo desde a região do nordeste até o sul, se desenvolvendo na Serra do Mar. Os campos limpos ou campos meridionais fazem parte do relevo, bem como os mangues nas regiões litorâneas.

Na região sul, diferentemente das outras regiões do Brasil, há decorrência do clima subtropical. Em tal tipo de clima, ocorrem as famosas geadas. Em lugares com mais altitude, existe a queda de neve.

As bacias hidrográficas do rio Paraná e do rio Uruguai compõem a hidrografia da região Sul. No rio Paraná está construída a segunda maior usina hidrelétrica do planeta, a Usina Hidrelétrica de Itaipu. Os principais rios da região são: o rio Paraná, o rio Uruguai, o Itajaí, o Jacuí e o rio Pelotas. O rio Itajaí, em Santa Catarina, é conhecido por suas constantes cheias.

A plantação sulista foi influenciada pelos imigrantes alemães que vieram para a região. O cultivo é uma das atividades da economia, que gera muita receita e empregos. Alguns produtos como: milho, feijão, mandioca, batata, maçã, fumo e laranja, são cultivados nessa região. Há outras plantações; porém, em monocultura: a soja, o trigo e o arroz, algodão, cana-de-açúcar e etc.

Uma grande atividade econômica do sul é a pecuária. Muito comum a criação de bovinos, suínos e ovinos. O sul também está entre os primeiros na produção de laticínios. O extrativismo animal, vegetal e mineral, são fatores geradores de grandes receitas. O turismo, as indústrias e a produção de energia contribuem consideravelmente para o crescimento da economia dessa região tão desenvolvida.

A cultura popular da região teve grande influência dos colonos, na maioria deles italianos e alemães. As festas são manifestações que têm características que remetem aos países europeus. O arroz carreteiro, o churrasco e chimarrão são elementos do cardápio gaúcho. Os catarinenses têm em seu cardápio os camarões, marreco com repolho roxo e a bijajica. Já no Paraná, o arroz com pinhão, o barreado e o carneiro no buraco são destaques nas refeições.