Aspectos Geográficos do Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul ocupa uma área estimada em cerca de 282.000 km². O estado possui uma população de cerca de 11 milhões de habitantes. A capital do Rio Grande do Sul é Porto Alegre, consoante os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), abriga 1,4 milhões de pessoas. O estado gaúcho está ao sul de Santa Catarina, ao norte do Uruguai, ao leste da Argentina e a oeste do Oceano Atlântico.

Mais da metade do território gaúcho é composto por um relevo abaixo de 300 metros de altitude. Os tipos de relevo presentes no Rio Grande do Sul são os pampas, localizados na fronteira com o Uruguai. E é composto por uma vegetação rasteira.

O planalto serrano ocorre na maior parte do estado, mais precisamente na região nordeste. Abriga o Pico do Monte Negro, com 1410 metros de altitude. Por último a região Lagunar, localizada na costa gaúcha.

O clima é o subtropical úmido nas regiões de menos altitudes e é temperado oceânico nas mais elevadas. Todas as estações da região sul são bem definidas: Invernos frios e verões quentes. Porém, com temperaturas menores do que no resto do Brasil.

Os principais rios que cortam o estado gaúcho são pertencentes à bacia do Uruguai, a saber: o Jucuí, o Taquari, o Caí, o Gravataí, o Guaíba e rio dos Sinos. Também há a presença dos rios: Pelotas, Passo Fundo, Ijuí, Piratini, Ibicuí e o Quaraí.

Como em todas as regiões sulistas, no Rio Grande do Sul há a presença da Mata dos Pinhais ou Mata das Araucárias. Já na parte do litoral gaúcho, ocorrem vegetações do tipo litorâneo.

A agropecuária é uma atividade alavancadora da economia gaúcha. Boa parte do Produto Interno Bruto (PIB) vem através dessa prática. A indústria é focada na área da agroindústria, mas também se desenvolveu bastante nos ramos das máquinas, nas automobilísticas e petroquímicas. A renda com a produção de grãos é forte, deixando o estado entre os primeiros do país.

Principais Cidades do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

Porto Alegre é a capital do estado do Rio Grande do Sul. A cidade constituiu-se com a chegada de casais açorianos na metade do século XVIII e com a chegada de imigrantes, em sua maioria alemães e italianos. Hoje a metrópole abriga cerca de 1,4 milhões de habitantes e é uma das melhores capitais para se viver, possuindo uma das menores taxas de desemprego e uma das cidades que atrai mais investimentos no mundo.

Na economia, a cidade destaca-se na produção rural e industrial, a capital abriga a sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS).

Gramado

Gramado é um município com cerca de 34 mil habitantes. O turismo é sua principal atividade econômica, sendo o maior polo turístico do Rio Grande do Sul. A cidade é centro de grandes eventos como o Festival Brasileiro e Latino de Cinema, o festival natalino chamado Natal Luz e a Festa da Colônia.

Entre os principais pontos turístico da cidade estão o Museu de Cera Dreamland, Harley Motor Show, Hollwood Dream Cars, o Mini Mundo, o Museu de Cera Dreamland, a Igreja São Pedro, o Lago Negro, entre outras.

Caxias do Sul

A cidade de Caxias do Sul começou seu desenvolvimento no ano de 1877 a partir da chegada de imigrantes italianos. Estes eram em sua maioria camponeses e alguns pequenos comerciantes que começaram a montar as primeiras fábricas na cidade. Hoje a cidade é conhecida pelas vastas parreirais e vinícolas, e une o churrasco, o vinho e polenta ao som das músicas italianas.

Na economia, Caxias do Sul possui um variado parque industrial e um comércio rico e dinâmico. Entre os pontos turísticos mais visitados da cidade estão o Museu Municipal, o Museu da Casa da Pedra e o Parque Centenário que promove anualmente a Festa da Uva.

Pelotas

A cidade de Pelotas é a terceira mais populosa do estado e conta cerca de 330 mil habitantes. O município nasceu em 1758 com a doação que Conde de Bobadela fez ao Coronel Thomáz Luiz Osório. Hoje a economia da cidade se destaca no ramo do agronegócio e do comércio. Na produção agrícola destacam-se o cultivo de pêssego, leite e arroz. A cidade é conhecida pela tradicional Feira Nacional de Doces Fenadoce – Fenadoce – FENAC, que ocorre todos os anos na cidade e traz os famosos doces de origem portuguesa.

Novo Hamburgo

A cidade de Novo Hamburgo surgiu em meados do século XIX, logo que o Rio Grande do Sul foi colonizado por germânicos. Ela é conhecida como a capital nacional do calçado, este, inclusive, é o ramo que mais movimenta a economia da cidade. Todos os anos, desde 1961, a cidade realiza a FENAC – Feira Internacional de Calçados, esta projeta a cidade internacionalmente e divulga o potencial de sua industria calçadista.

Aspectos Históricos do Rio Grande do Sul

No século XVI, os espanhóis vieram para explorar o território. A parte do Rio Grande do Sul pertencia à Coroa Espanhola. Eles mandaram os jesuítas em missão para as terras próximas ao Uruguai. Porém, os lusitanos os expulsaram em 1680. No mesmo ano, Manuel Lobo, então governador da Capitania do Rio de Janeiro, fundou, a mando da Coroa Portuguesa, a Colônia do Santíssimo Sacramento.

Em 1742, os lusitanos iniciaram um povoamento que futuramente viria a ser Porto Alegre. Criaram um conflito com os espanhóis, que se findou em 1801, acabando com os Sete Povos das Missões, criados pelos jesuítas em 1627.

No ano de 1807, foi criado o município de Viamão como sede do governo. Ainda no século XIX, a região do Rio Grande do Sul passou por diversos conflitos. A Guerra da Cisplatina aconteceu entre o Império do Brasil e as Repúblicas do Prata.

A partir desse acontecimento, estouraram famosas guerras que marcaram a história do Brasil e também de alguns vizinhos da América do Sul. A Guerra da Farroupilha, que aconteceu no território gaúcho, foi um marco na história, bem como o conflito contra Juan Manuel de Rosas, em 1852, mais conhecido como Guerra do Paraguai.

Mais tarde, grupos alemães e italianos vieram para o Brasil com o intuito de ocupar as terras sulistas. Essas famílias ajudaram a economia do estado crescer, com ênfase nas produções agropecuárias e também em artesanato. Influenciaram tanto social como economicamente. O sul passou a se desenvolver rapidamente após a imigração.  

Aspectos Culturais do Rio de Grande do Sul

“Churrasco e bom chimarrão, fandango, trago e mulher...”, essa música dá uma resumida bem básica na cultura gaúcha, a cultura dos Pampas. Além do churrasco, prato principal da culinária, e do chimarrão, os gaúchos apreciam um bom vinho e a cachaça com butiá.

Na região do Rio Grande do Sul, existem diversas festas. São comuns as festas religiosas, as quais se destacam: a procissão fluvial de Nossa Senhora dos Navegantes, a Festa do Divino, a Procissão de Corpus Christi e a Festa de Nossa Senhora Madre de Deus, que é a padroeira de Porto Alegre. Além das festas, realizam-se exposições como: a Semana da Farroupilha, exposição estadual de orquídeas e etc.

No Rio Grande do Sul, existem os festivais de música nativa. A Califórnia da Canção Nativa é um evento desse cunho, que acontece na região de Uruguaiana. A competição é para selecionar a melhor composição da música rio-grandense.

Na região gaúcha também estão presentes danças típicas como: o bambaquerê, modelo de quadrilha, a congada, a chimarrita, a jardineira, a quebra – mana, etc. Entre as manifestações dos imigrantes, entra em destaque os kerbs, evento alemão que é um baile popular.

Já no turismo, os Hotéis Fazenda do Rio Grande do Sul podem ser uma ótima oferta para aqueles que desejam tranquilidade!

Personalidades do Rio Grande do Sul

  • Ronaldo de Assis Moreira, o Ronaldinho Gaúcho ou Ronaldinho, é jogador de futebol que atua no Clube de Regatas Flamengo do Rio de Janeiro. Nasceu em Porto Alegre.
  • Getúlio Dorneles Vargas, Getúlio Vargas, foi o 14º e 17º Presidente da República do Brasil. Nasceu em São Borja.
  • Mário de Miranda Quintana, Mário Quintana, foi poeta, tradutor e jornalista. Nasceu em Alegrete.
  • Érico Lopes Veríssimo, Érico Veríssimo, foi um escritor. Nasceu em Porto Alegre.
  • João Belchior Marques Goulart, conhecido como João Goulart ou Jango, foi o 24º Presidente da República do Brasil. Nasceu em São Borja.
  • Luís Carlos Prestes foi um militar e político comunista. Nasceu em Porto Alegre.